Blog


Segurança no condomínio: dicas para moradores e funcionários


As pessoas que se mudam para condomínios fechados estão em busca de segurança e bem-estar para a família.

Como é um condomínio seguro?

O que o torna seguro?

Recursos como cerca elétrica, portaria 24h e até câmeras de segurança são suficientes?

A maioria das dicas abaixo de segurança segue as recomendações da polícia civil.

  • Esperar os portões eletrônicos serem fechados antes de entrar ou sair com o carro;
  • Permitir que o porteiro ligue a cada visita;
  • Não dar a chave a outras pessoas;
  • Deixar luzes acessas à noite;
  • Não deixar que entre uma pessoa que se diz amiga ou parente de seu vizinho, pois você não sabe se é verdade;
  • Não abrir para pessoas uniformizadas que se identificarem como sendo de uma empresa se esta não tiver sido requisitada;
  • Não permitir que um carro entre com os vidros escuros levantados, pois pode ser um morador mantido refém que dá acesso a todo o condomínio aos bandidos;
  • Prestadores de serviços devem ser identificados com crachá e a entrada permitida somente pelo porteiro ou zelador após a apresentação da identificação;
  • Crachás a visitantes também evita enganos e ampliam a segurança;
  • Funcionários dos condomínios não devem receber visitas no local de trabalho nem vazar informações de condôminos;
  • No horário de entrada e saída de funcionários, fragmentar a movimentação. A saída de um funcionário por vez é a ideal para impedir que bandidos se aproveitem da liberação dos portões nesses momentos;
  • Não permitir a entrada de entregadores, eles devem deixar a encomenda na portaria, que deve ser retirada lá pelo morador;
  • Quem fizer a limpeza externa do condomínio jamais deve estar com as chaves e os portões devem ficar fechados, inclusive, durante a retirada de lixo;
  • Moradores e funcionários devem observar as proximidades antes de abrir os portões para evitar que pessoas suspeitas se aproveitem desse momento e entrem;
  • Imobiliárias que quiserem apresentar um imóvel devem ser previamente cadastradas;
  • Árvores, lixeiras e outros obstáculos próximos a muros e cercas diminuem a segurança ao servirem de degrau;
  • Muros altos são mais eficazes para impedir a visualização da rotina interna dos moradores;
  • A sala de gravação não deve ser acessível aos funcionários do condomínio para que esses não sejam obrigados a entregar as gravações do crime;
  • As guaritas dos porteiros devem ser seguras e isoladas, nunca com acesso direto da rua. E todos os portões devem estar visíveis dela;
  • Vigilantes armados podem também representar perigo, se mal treinados ou mal intencionados.

Por mais equipamentos tecnológicos de segurança que o condomínio tiver, ele não estará seguro se os moradores e os funcionários não seguirem esses passos básicos de segurança. E lembre-se é dos pequenos momentos que os bandidos se aproveitam para invadir sua privacidade. Então não abra exceções, nem quando estiver com pressa. Não queira ser o culpado de uma catástrofe.

Posts relacionados:


Faça um teste online!

Veja todas as funcionalidades em ação.