Blog


Visitantes indesejados: como evitar desgastes desnecessários?


Todo síndico com alguma experiência sabe a dor de cabeça que é lidar com visitantes indesejados.

Esses visitantes podem ser:

  • visitas não cadastradas,
  • moradores de fato mas não de direito,
  • amigos de moradores que se acostumam a entrar sem serem autorizados,
  • ex-moradores que querem fazer uso de um direito que não possuem mais,
  • prestadores de serviço atuais ou antigos que querem entrar para vender seus serviços informalmente, ou mesmo para colocar propagandas indevidamente,
  • e mesmo ladrões que se fazem passar por prestadores de serviços ou por moradores “desligados”.

Para lidar com esses e outros casos, é preciso sempre rever procedimentos, afinar a segurança e estar alerta. Mas muitas vezes isso não é tão fácil. Os funcionários mudam, as empresas relaxam, e o síndico por vezes se vê sozinho, num mato sem cachorro.

Isso sem contar o desgaste que é lidar com moradores que insistem (inclusive pessoalmente) em tentar cadastrar como moradores indivíduos que não moram no condomínio. Ou autorizar a usar a piscina e a academia para visitantes que simplesmente chegam e “tomam” conta do local.

Automatizar o cadastro

Uma forma de evitar tantos desgastes é automatizar o cadastro dos novos moradores. Fazer com que o morador atual tenha que fornecer os dados e os documentos dos seus indicados antes que eles cheguem a ser barrados pela portaria.

Claro, pode-se fazer o cadastro manualmente. Mas para isso é preciso organização, espaço e constante atualização. Muitas portarias não têm esse espaço. Muitos escritórios localizam-se distantes das portarias. Os funcionários não costumam ser muito organizados. Isso faz com que tudo recaia em poucas pessoas. Zelador e síndico, na maioria das vezes.

Mas, como fazer isso num condomínio com alta rotatividade de moradores? Em que todo mês surgem novos proprietários, ou em que os locatários parecem mudar a toda hora? Como evitar que os novos moradores sejam barrados e criem desconforto na portaria (onde acontece de tudo)?

Para isso, não basta o uso de planilhas de Excel para cadastro. Não bastam pastas para guardar documentos fornecidos pelos moradores. É preciso algo mais fácil e simples de usar. Algo que independa do funcionário da administração (quando é interna).
Todo síndico com alguma experiência sabe a dor de cabeça que é lidar com visitantes indesejados.

Esses visitantes podem ser:

  • visitas não cadastradas,
  • moradores de fato mas não de direito,
  • amigos de moradores que se acostumam a entrar sem serem autorizados,
  • ex-moradores que querem fazer uso de um direito que não possuem mais,
  • prestadores de serviço atuais ou antigos que querem entrar para vender seus serviços informalmente, ou mesmo para colocar propagandas indevidamente,
  • e mesmo ladrões que se fazem passar por prestadores de serviços ou por moradores “desligados”.

Para lidar com esses e outros casos, é preciso sempre rever procedimentos, afinar a segurança e estar alerta. Mas muitas vezes isso não é tão fácil. Os funcionários mudam, as empresas relaxam, e o síndico por vezes se vê sozinho, num mato sem cachorro.

Isso sem contar o desgaste que é lidar com moradores que insistem (inclusive pessoalmente) em tentar cadastrar como moradores indivíduos que não moram no condomínio. Ou autorizar a usar a piscina e a academia para visitantes que simplesmente chegam e “tomam” conta do local.

Automatizar o cadastro

Uma forma de evitar tantos desgastes é automatizar o cadastro dos novos moradores. Fazer com que o morador atual tenha que fornecer os dados e os documentos dos seus indicados antes que eles cheguem a ser barrados pela portaria.

Claro, pode-se fazer o cadastro manualmente. Mas para isso é preciso organização, espaço e constante atualização. Muitas portarias não têm esse espaço. Muitos escritórios localizam-se distantes das portarias. Os funcionários não costumam ser muito organizados. Isso faz com que tudo recaia em poucas pessoas. Zelador e síndico, na maioria das vezes.

Mas, como fazer isso num condomínio com alta rotatividade de moradores? Em que todo mês surgem novos proprietários, ou em que os locatários parecem mudar a toda hora? Como evitar que os novos moradores sejam barrados e criem desconforto na portaria (onde acontece de tudo)?

Para isso, não basta o uso de planilhas de Excel para cadastro. Não bastam pastas para guardar documentos fornecidos pelos moradores. É preciso algo mais fácil e simples de usar. Algo que independa do funcionário da administração (quando é interna).

Já pensou em usar um sistema para controlar seus visitantes, veja mais aqui


Siga também nossas atualizações no Instagram
 
Siga também nossas atualizações no TikTok
DOWNLOADS









NEWSLETTER
Em primeira mão, nossos principais posts diretamente no seu email.

ÚLTIMOS POSTS



TAGS:

  • Getting Started
  • sistema para condomínios
  • organização
  • síndico profissional
  • síndico
  • estoque
  • condomínio online
  • segurança em condomínio
  • manutenção em condomínios
  • dicas
  • sistema de reservas
  • legislação
  • finanças
  • comunicação
  • transparência em condomínios
  • moradores
  • aplicativo para condomínios
  • manutenção predial
  • limpeza
  • evento
  • case
  • tecnologia
  • sustentabilidade
  • administradora de condomínio
  • iot
  • encomendas
  • airbnb
  • segurança
  • assembleia virtual
  • academia
  • corona vírus
  • financeiro
  • inter
  • assembleia
  • mediação
  • conflitos
  • condomínio
  • mediador
  • ART
  • Obra
  • Unidade do morador
  • norma
  • curso
  • rotinas
  • cursodemanutençãopredial
  • app para condomínios
  • gestão eficiente
  • transparencia
  • capacitação
  • treinamento
  • reforma tributaria
  • taxas condominiais

  • Faça um teste!

    Veja todas as funcionalidades em ação.

    Startup acelerada por:

    Baita   Inovativa   Founder Institute