Blog


Procedimentos de emergência em condomínios: como lidar com cada situação?


Emergências são inevitáveis em edifícios residenciais e, por mais que o síndico adote medidas preventivas, nem sempre é possível evitar os problemas. Por esse motivo, a recomendação é sempre saber os procedimentos de emergência em condomínios a fim de conseguir contornar qualquer adversidade.

Além disso, garantir que prédio — ou prédios — esteja com a manutenção em dia, contar com funcionários bem instruídos para lidar com eventualidades e manter os números de telefones importantes organizados ajuda a amenizar os desconfortos causados por acidentes.

Desse modo, continue acompanhando este artigo; nele, você aprenderá como agir adequadamente em um cenário de emergência dentro do condomínio. Confira!

Incêndios

Antes de tudo, o condomínio tem a responsabilidade de ensinar os moradores e funcionários o que fazer em caso de incêndio ou sinistro. A recomendação é oferecer um curso de brigadista uma vez ao ano, ministrada por um membro do corpo de bombeiros.

No momento da ocorrência, os residentes saberão como agir enquanto você aciona os bombeiros — por meio do número 193 — e utiliza o equipamento necessário para controlar o fogo até a chegada do auxílio.

Quedas de energia

Em quedas de energia, a primeira contramedida é verificar se existem passageiros presos no elevador. Se for o caso, você deve chamar a empresa de manutenção responsável ou o corpo de bombeiros.

Outro recurso que ajudará bastante em situações como essa é manter lanternas com baterias carregadas na portaria. Assim, o zelador terá luz o suficiente para abrir os portões do prédio manualmente e guiar os moradores até os seus apartamentos.

Elevadores parados

Os procedimentos de emergência em condomínios para elevadores parados é bem simples. Como dissemos anteriormente, o resgate de pessoas que se encontram nessa situação deve ser feita exclusivamente pelo corpo de bombeiros ou por uma empresa de manutenção especializada.

Portanto, se tal adversidade acontecer, não tente socorrer os passageiros por si só. Isso trará riscos tanto para as vítimas quanto para o resgatante.

Vazamento de gás e água

Durante acontecimentos de vazamento de gás, o recomendado é que você feche o registro do prédio e esvazie o local afetado, principalmente verificar se não há ninguém na unidade. Feito isso, entre em contato com a distribuidora de gás para receber ajuda ou, em situações graves, o corpo de bombeiros.

Para vazamentos de água, a intervenção pode ser feita mais diretamente, já que os funcionários do condomínio costumam conhecer os ramais de encanamento. Desse modo, o recomendado para esses casos é fechar o registro para evitar que o vazamento prejudique outros moradores, para identificar a causa e realizar os reparos necessários.

Conflito entre os moradores

Geralmente, não é responsabilidade do síndico separar brigas ou amenizar os conflitos entre moradores e/ou funcionários. A única medida que pode ser tomada é a aplicação de multas e advertências se os estranhamentos violarem as normas estabelecidas pelo condomínio.

Entretanto, caso a segurança do edifício esteja ameaçada, o ideal é acionar a polícia para que ela possa intervir adequadamente.

Conhecer os procedimentos de emergência em condomínios é fundamental para manter a segurança e a harmonia entre todos os moradores. Também vale reforçar a importância de contar com uma equipe de funcionários bem preparada para contornar ocasiões como esta e tranquilizar os residentes durante as crises.

Gostou desse artigo? Então confira 5 vantagens de ter um site para a administração do condomínio e melhore a sua gestão no edifício!


Faça um teste online!

Veja todas as funcionalidades em ação.

Startup acelerada por:

B2Mamy   Sebrae   Founder Institute   WeWork Labs