Blog


Fui eleito síndico, e agora?


Você se tornou síndico e agora terá responsabilidades para manter a ordem do seu condomínio. Porém, por onde começar?

Se você foi escolhido para ter essa responsabilidade, é fundamental que entenda que um bom gerenciamento de condomínio é o seu principal dever.

Portanto, é muito importante que você tenha determinadas competências pessoais que serão extremamente necessárias para ocupar esse cargo, sendo algumas delas: resiliência, organização, disciplina e paciência.

Por mais que no início o cargo de síndico pareça ter responsabilidades fáceis de serem cumpridas, conforme os compromissos rotineiros passarem a acontecer, o cargo passa a exigir mais esforços.

O síndico, que também é conhecido como “ a administração'', é o grande responsável por gerir um ou mais edifícios.

Normalmente, esse profissional é escolhido pela assembleia geral de condôminos, tornando-se o responsável pelo condomínio.

Se você se tornou sindicato, terá funções com o objetivo de manter o equilíbrio financeiro, segurança, ordem e limpeza do edifício, por exemplo.

Para que o seu início como síndico seja da melhor maneira possível para você, neste artigo, falaremos sobre algumas dicas simples e práticas sobre como se organizar ao fazer a administração de um condomínio.

Continue a leitura para conferir!

Quais são as responsabilidades de um síndico?


Antes de conferir as nossas dicas para iniciar como síndico e se preparar para fazer um bom gerenciamento de condomínio, é importante que esteja claro para você quais serão as suas principais funções.

Veja abaixo quais são algumas delas:

  • Deverá prezar pela segurança e qualidade de vidas de todos os moradores;
  • Terá que realizar assembleias de condomínio;
  • Cumprirá e terá que fazer com todos cumpram a convenção e regime interno do condomínio;
  • Cuidará da conservação do edifício;
  • Fiscalizará o pagamento das taxas condominiais e acompanhar e controlar os casos de inadimplência;
  • Quando necessário, terá que contratar prestadores de serviços com o objetivo de realizar reparos e manutenções;
  • Deverá manter as contas do condomínio em dia;
  • Coordena os funcionários, entre outras responsabilidades.
  • Além disso, o síndico é o responsável civil e criminal do condomínio.

Essas são apenas algumas das funções de um síndico de condomínio. Lembre-se, o seu principal objetivo é gerenciar o condomínio, sempre pensando no que é melhor - e de acordo com leis - para o edifício e para os seus moradores.

Dicas para iniciar como síndico


Agora que está mais claro quais são as responsabilidades de um síndico, está na hora de conferir as nossas dicas para iniciar com síndico e fazer um ótimo gerenciamento de condomínio.

Sem mais delongas, aqui está uma lista com as nossas dicas.

  1. Saiba quais são convenções, leis e normas de condomínios
    A primeira e a mais importante coisa que você deve fazer ao se tornar síndico é se familiarizar sobre quais serão as suas responsabilidades.

    O primeiro passo é pesquisar, ler e entender quais são as convenções e normas de convívio do condomínio.

    Quando se trata de aspectos legais, é fundamental compreender o Código Civil - Lei nº 10.406/2002. A partir do artigo 1331 até o 1357, estão descritos quais são os direitos e deveres dos moradores.

    A partir disso, você poderá analisar sobre como as normas devem ser aplicadas de acordo com cada contexto. Caso você tenha dificuldades para compreender essas questões, é recomendável que busque ajuda de uma assessoria jurídica.
  2. Saiba qual é a situação da estrutura do edifício
    Manter uma boa estrutura do edifício é algo que exigirá uma constante atenção e manutenção, quando for necessário. Por esse motivo, ao se tornar síndico, é muito importante que faça uma inspeção geral.

    Essa inspeção deve ser feita em: áreas comuns, equipamentos de segurança, fachada, gás dos prédios, além da parte elétrica e hidráulica.

    Além disso, também é muito importante verificar todos os documentos, como por exemplo, o AVCB, os laudos e as notas fiscais do condomínio. Esses documentos comprovam a realização das manutenções que são obrigatórias.

    Vale dizer que de acordo com o Novo Código Civil, também é necessário contratar seguro contra incêndio,  além de cuidados com o sistema de para raios e a limpeza de caixas d'água. E é muito recomendado que você contrate um seguro de responsabilidade civil.

    Portanto, tenha muita atenção e procure saber sobre tudo relacionado a situação estrutural do edifício, para que não tenha surpresas desagradáveis no futuro.
  3. Crie um bom relacionamento com os funcionários
    Quando você tem um bom relacionamento e mantém uma boa comunicação com os funcionários do edifício, o seu trabalho de administração se torna mais fácil e tranquilo.

    Ao construir uma relação baseada em confiança entre empregado e patrão, os seus funcionários vão se sentir mais confortáveis para falar com você sobre o que acontece em seu dia a dia, realizando suas funções de trabalho.

    Quando você, síndico passa a ouvir os funcionários, poderá saber de muitas coisas e solucionar possíveis problemas, antes que eles realmente aconteçam ou se tornem maiores.
  4. Utilize ferramentas para síndicos
    Como síndico, você terá várias tarefas e isso já deve estar óbvio para você. Porém, para que consiga realizar todas elas de uma maneira eficaz, é fundamental que tenha uma rotina organizada.

    Caso contrário, poderá se perder no volume de tarefas, o que pode gerar alguns problemas para o condomínio.

    Hoje em dia, é possível ter acesso a diferentes ferramentas para administração de condomínios. Elas são desenvolvidas justamente com o objetivo de tornar o trabalho de síndicos mais organizado e eficaz.

    Você poderá usar sistemas para computar, ou aplicativo no celular, que poderá te ajudar a fazer e acompanhar diversas tarefas, como: organização de calendário de manutenções, reservas de salão de festas, dados de funcionários, registros financeiros, comunicação com moradores e muito mais.

    Porém, para que o seu trabalho realmente seja organizado e facilitado com ferramentas, é extremamente importante que utilize opções confiáveis e que realmente irão atender às suas necessidades.
  5. Deixe o seu condomínio online
    Essa dica está totalmente relacionada com a dica anterior. Porém, ela precisa de um tópico exclusivo para que você entenda como é importante não apenas usar ferramentas para síndicos, mas também escolher opções que sejam online.

    Como citamos na dica anterior, você poderá usar sistemas em computador ou até mesmo aplicativos. Isso tudo envolve a questão de deixar o seu condomínio online.

    Você poderá ter acesso às informações que deseja de qualquer lugar e a qualquer momento. Afinal, tudo o que precisará é de um computador ou dispositivos móveis - smartphones ou tablets - para acessar as informações que precisa.

    Não tenha medo de apostar na tecnologia para tornar o seu trabalho mais eficaz. Apenas tenha atenção ao escolher as ferramentas que deseja utilizar e aproveite todos os benefícios que ela pode te oferecer.

Conclusão


Ser síndico é uma grande responsabilidade, afinal, é necessário cuidar de diversas questões envolvidas no gerenciamento do condomínio. Mas na maioria das vezes é uma oportunidade de cuidar do seu patrimônio, dos funcionários e dos moradores, e quando tudo é feito de forma correta e organizada a função fica prazerosa, pois você vê o resultado dos seus esforços, assim muitas pessoas quando entram na sindicância não saem mais.

Com as dicas que citamos acima, você poderá dar os primeiros passos importantes para que possa realizar uma boa gestão do edifício.

Esperamos que tenha gostado do conteúdo e que, depois deste artigo, esteja mais como o que deve fazer agora que se tornou um síndico!


Faça um teste!

Veja todas as funcionalidades em ação.

Startup acelerada por:

B2Mamy   Sebrae   Founder Institute   WeWork Labs